VÍDEOS MAIS RECENTES

[Vídeos][grids]

E SE FOSSE FEITO NOS AÇORES?

[E se fosse feito nos Açores][bsummary]

ENGLISH VIDEOS

[Mr. Helfimed][bsummary]

VLOGS

[Vlog helfimed][twocolumns]

Stress... Maldito stress...

A “descoberta” do stress deve ter sido para os médicos o mesmo que a descoberta do petróleo foi para aquele pessoal do Médio-Oriente.

“Mas porque é que dizes isso?” Boa pergunta. Ora bem, tive aí uns problemas de saúde, daqueles sintomas da treta que uma pessoa fica sem saber de onde vêm as dores, estão a ver? Se vêm do estômago, do coração, dos olhos… Sendo assim, decidi ir a um médico do estômago, a um do coração e a um dos olhos.

A médica do estômago, depois de me fazer três perguntas do tipo “faz chichi de pé ou sentado?” e de me fazer uma endoscopia, disse que eu realmente tinha umas feridas no estômago, ao que adicionou um nome qualquer de uma doença que, por ter mais do que 72 letras por palavra, não consegui decorar. Agora simplesmente digo aos amigos que tenho uma espécie de úlcera… Vai daí nem é uma “espécie” e é uma úlcera mesmo, mas os 65 euros só me compraram 27 segundos do tempo da médica, por isso não tive oportunidade de perguntar que doença tinha mesmo.

Em todo o caso, o diagnóstico foi que eu tinha as feridas no estômago.
– Mas o que causa isso, Sra. Doutora?…
– Bom, podem ser várias coisas… mas seria preciso fazer montes de testes… Olhe, é stress! O que você precisa é de umas férias. Vá, tome esta receita para uma caixa de Xanax e descanse.

Não satisfeito, fui à consulta da cardiologista, já que estava marcada. Depois de uns quantos testes, o diagnóstico também foi rápido. “Você tem um coração de atleta. Isso deve ser stress. Vá à farmácia, compre uma caixa de Xanax e tire umas férias”

Resignado, fui ao oftalmologista. É que para além das dores de estômago, também tinha dores de cabeça. “Queres ver que preciso mesmo é de óculos?” Depois de três meses à espera da consulta e de três horas à espera da minha vez no consultório porque as consultas estavam atrasadas porque o médico estava atrasado, lá fui atendido. Testes do costume, ler as letras na parede, experimentar lentes, etc. e tal, e o diagnóstico foi que eu tinha a visão de um piloto de caças. “Mas de um piloto de caças russo de 72 anos, certo?”. Não, era mesmo de um Tom Cruise no Top Gun.
– Mas Sr. Doutor, fico à rasca no computador e as letras na televisão e as dores de cabeça…
– Ah, isso é… é… É stress! É cansaço! Você precisa é de…
– Já sei, Xanax e descanso…

Moral da história, o stress para os médicos é tipo o martelo para os mestres, dá para tudo. Aliás, já consigo imaginar um médico nas urgências.
– Aaaaii, Sr. Doutor, fui atropelado por um autocarro!! Aiii, a minha perna!!! O osso está exposto!! Aaaiiii!!
– Ora bem, diga–me uma coisa. Você tem um trabalho com muito stress?
– O quê?? Aiii!!
– E lá em casa, há stress com a esposa? Discussões e tal?
– Aiii, não!!! A minha perna!!
– Algum evento que lhe tenha marcado nos últimos tempos?
– Sim, acabei de ser atropelado por um autocarro!!!!
– Ora, cá está! Stress pós–traumático!

Sem comentários: