VÍDEOS MAIS RECENTES

[Vídeos][grids]

E SE FOSSE FEITO NOS AÇORES?

[E se fosse feito nos Açores][bsummary]

ENGLISH VIDEOS

[Mr. Helfimed][bsummary]

Podcast 2.1

[Podcast 2.1][twocolumns]

"Lost"... Fantástico, mas meio perdidos no guião...


Vi ontem o último episódio dos "Perdidos" e adorei a série!! Segui-a desde o primeiro momento e fiquei agarradíssimo desde as primeiras imagens!

Todavia, a sensação que dá é que realmente os guionistas tinham uma linha de narrativa que queriam seguir, só que o sucesso da série obrigou-os a inventar mais episódios, a fazer “render o peixe” e a encher chouriço durante seis temporadas. Como consequência, foram sempre criando mistérios e sub-enredos, que era o que vendia a série, até chegarem a um ponto em que eles próprios não sabiam como responder a todos os enigmas. Na última temporada, foi um tal inventar para fazer sentido das outras cinco temporadas...

A série é fantástica e, com tempo, hei-de ver os episódios todos de novo, mas a verdade é que existem coisas que não fazem sentido nenhum. Passamos de umas primeiras temporadas focadas em problemas realistas baseados no conflito entre os personagens principais e os Outros, para as temporadas finais focadas em viagens no tempo e realidades alternativas e fantasmas e monstros de fumo e outros Outros e…

Quer dizer, viagens no tempo e Outros e aviões com droga?! É que estamos a falar de coisas que, vendo bem, não têm nada a ver com o facto de que a génese da série afinal é a disputa entre dois irmãos, facto este que só nos foi apresentado nos últimos episódios da última temporada.

E porquê passar as primeiras temporadas a conhecer personagens como Mr. Eko, Boone e Shannon através de flashbacks e afins para, no fim, todas estas personagens serem completamente irrelevantes para a conclusão da série? É que, vendo bem, se nunca tivessem existido, não teria feito diferença nenhuma para o enredo.

E depois há explicações assim tiradas meio à força. Por exemplo, Charles Widmore sempre foi mau como as cobras, mas na última temporada afinal era um dos bons. E porquê? Ele explica com uma frase: “Ah, é porque o Jacob foi falar comigo e explicou-me que eu estava a ser um asno e eu mudei de ideias”. Assim tão simples...

Em suma, foi uma série fantástica, das melhores que vi, super bem escrita, genialmente produzida e realizada, com falhas impossíveis de fingir que não existem, é certo, mas que são perfeitamente suportáveis considerando a qualidade geral do trabalho. Se ainda não viram, aconselho a verem desde o primeiro episódio.

No entretanto, deixo-vos com este vídeo do CollegeHumor, penso mostra muitas das dúvidas que eu iria perder tempo a levantar aqui, mas não sem antes vos perguntar: E vocês, o que acharam dos Perdidos?